Ir. Rodrigo Dias, CDP

Misericórdia

 

Ir_Rodrigo

Ir. Rodrigo Diaas, CDP

 

Queridos irmãos, com muita frequência somos surpreendidos por ofensas e frustrações relacionadas com pessoas que eram próximas a nós! E com isso temos dois caminhos que se entrelaçam e que foram ensinados por Jesus!

O primeiro é o da oração: Rezar por aqueles que nos perseguem, nos caluniam… E o segundo usar ou ter misericórdia para com aqueles que de alguma forma nos ofenderam. O primeiro é muito claro, não digo que seja simples ou fácil, mas claro. O segundo que é uma obra de misericórdia, pode inicialmente nos trazer uma conotação de perdão e reconciliação, mas seu significado é bem mais profundo! Originalmente misericórdia significa trazer no coração a miséria, a limitação humana como caminho de identificação e de transformação do outro, é querer que o outro seja diferente, tenha mais vida e dignidade. Ou seja, não basta perdoar, é necessário compreender a miséria do coração alheio e ainda desejar-lhe o bem! Que dureza! Mas que benção! É realmente um ato de libertação, de cura e sobretudo de amor incondicional! Devemos saber que tem pessoas, por mais próximas que estejam de nós, que não podemos mudar, mas devemos sofrer com paciência, suportar, servir de suporte, para que a vida seja menos dura. Ajudar a ser melhor, oferecer oportunidade de sair e superar os defeitos, tudo isso sem confundir misericórdia com omissão! Por isso que chamamos Jesus de misericordioso. Ele foi o único que assumiu a nossa miséria humana e a transformou em vida de plenitude e de graça, fazendo-nos herdeiros de uma eternidade feliz.

Que usar de misericórdia para com o próximo nos ajude a sermos mais perfeitos e assim construirmos um mundo cada vez mais justo e fraterno.mos um mundo cada vez mais justo e fraterno.